Hugo Calderano bate sul-coreano e vai encarar o número 1 do mundo no Catar

Hugo Calderano bate sul-coreano e vai encarar o número 1 do mundo no Catar

Compartilhe esse conteúdo

Hugo Calderano estreou na chave individual do Aberto do Catar com uma vitória mais do que convincente. Bateu o sul-coreano Lim Jonghoon, 45º do mundo, por 4 sets a 1, parciais de 11/1, 11/7, 11/9, 11/13 e 11/5, na tarde desta quinta-feira (8/3).

No próximo compromisso, pelas oitavas de final, a tarefa do principal mesatenista brasileiro da atualidade será um tanto desafiadora: bater o número 1 do mundo, o alemão Timo Boll, que venceu Lin Yun-Ju, de Taipei, por 4 a 1. O jogo está marcado para o meio-dia desta sexta-feira (horário de Brasília), ainda sem mesa confirmada.

Hugo foi arrasador no primeiro set. Abriu 5 a 0, sofreu um ponto e depois marchou para inapeláveis 11 a 1. No segundo, Calderano mostrou a mesma força ao abrir 6 a 0, mas viu o sul-coreano esboçar uma reação ao diminuir a distância para dois pontos (9 a 7). No entanto, o brasileiro manteve os nervos no lugar e fechou em 11 a 7.

A terceira parcial foi mais puxada que a anterior. Jonghoon esteve próximo da vitória e chegou a fazer 8 a 6 sobre o brasileiro, que mais uma vez teve de ser frio para confirmar o set, desta vez por 11 a 9.

O brasileiro mostrou fibra no quarto set. Salvou três set points quando o rival vencia por 10 a 7, mas não conseguiu evitar o revés por 13 a 11. Disposto a fechar o jogo, Hugo errou muito pouco no quinto set e manteve distância segura para o sul-coreano durante toda a parcial. Vitória segura por 11 a 5 e classificação confirmada.

O técnico Jean-René Mounie analisou a atuação de Calderano e projetou as armas do brasileiro para fazer história contra o líder do ranking.

"Durante quase dois sets, o Hugo apresentou o melhor nível dele. Aos poucos, o sul-coreano se adaptou, mas o Hugo conseguiu manter a qualidade do jogo e fez boas escolhas. Ele pode ficar satisfeito com essa atuação, pois conseguiu impor o estilo dele, muito agressivo perto da mesa. Isso será essencial para conseguir um resultado especial contra o número 1 do mundo: impor o próprio estilo e ir pra frente são as chaves para vencer o alemão. De qualquer jeito, é um desafio ótimo que vai permitir ao Hugo continuar a se construir como atleta".

Duplas
Nas duplas, porém, o brasileiro foi eliminado, ainda no período da manhã. Jogando com o francês Simon Gauzy, eles foram superados pela parceria dos alemães Patrick Franziska e Jonathan Groth, que venceu por três sets a zero, parciais de 11/4, 11/7 e 11/9.

Depois de dois sets ruins, Calderano e Gauzy - que vinham de uma vitória sobre uma dupla indiana na fase classificatória - esboçaram reação na terceira parcial, que seguiu equilibrada até o nono ponto, quando os rivais conseguiram a virada.