Guta Oriental é alvo de bombardeio no momento da chegada da ajuda humanitária

Guta Oriental é alvo de bombardeio no momento da chegada da ajuda humanitária

Compartilhe esse conteúdo

Aviões de guerra não identificados bombardearam, nesta sexta-feira (9), Guta Oriental, principal reduto opositor dos arredores de Damasco (Síria), coincidindo com a entrada de um comboio de ajuda humanitária, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A fonte destacou que os aparatos tiveram como alvo as regiões de Duma e Yisrín. E é justamente para Duma que a ajuda humanitária da ONU, Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICR) e Crescente Vermelho Sírio, está seguindo hoje.

O Observatório afirmou que os ataques aéreos ocorreram antes da chegada da caravana a Duma, a maior cidade de Guta Oriental, controlada pela facção islamita Exército do Islã. A fonte indicou que esses bombardeios ocorreram após uma noite tranquila na região.

A porta-voz do CICR na Síria, Ingy Sedky, confirmou à Agência EFE, em e-mail, que o comboio atravessou a linha da frente e que dirigia-se a Duma.

Em princípio, estava previsto que a caravana entrasse ontem em Guta Oriental, mas a ação foi suspensa pela continuação da violência.

Na segunda-feira, entrou pela primeira vez uma carga com ajuda à região, desde que começou a ofensiva governamental no mês passado. A caravana teve que se retirar antes de tempo pelos bombardeios na área.

A ONU denunciou, além disso, que 70% das provisões médicas dessa carga foram retiradas pelas autoridades sírias em um posto de controle antes da entrada em Guta.

Sedky disse que o de hoje não é um novo comboio, mas que transporta a assistência que não foi distribuída no dia 5.

A caravana é composta por 13 caminhões com 2,4 mil pacotes de comida para 12 mil pessoas e 3.240 bolsas de farinha.

"Com sorte, na próxima semana pode haver um comboio maior, com mais ajuda que inclua provisões médicas", adiantou Sedky.