Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Oficina MMAC
 . / Foto: Divulgação

Museu da Memória Afetiva promove evento com sete oficinas gratuitas

Mmac promove sábado próximo o “Museu a céu aberto”, evento com oficinas gratuitas de cerâmica, serigrafia, fotografia, crochê pintura pra crianças

O Museu da Memória Afetiva da Cidade do Natal (Mmac) aterrissa na praça do Disco Voador (praça Henrique Carloni) próximo sábado (14). E promove o evento “Museu a céu aberto”, que oferecerá oficinas de pintura para crianças, fotografia, crochê, serigrafia, compostagem urbana e cerâmica. De acordo com os gestores do Mmac, o evento à população para pensar sobre a utilização dos espaços públicos da cidade. Um dos objetivos é potencializar a praça como local de encontro e criação de memórias por meio da arte.

O Museu estará a céu aberto das 15h às 19h. A ação é totalmente gratuita. Cada oficina poderá receber em média 15 pessoas. Não é necessário fazer inscrição. As vagas serão preenchidas por ordem de chegada. A ideia deste evento é divulgar ainda mais o Museu da Memória Afetiva da Cidade do Natal (Mmac) e mostrar que a história das pessoas conta a história da cidade. E que isso pode transformá-la.

Daí a ideia de ensinar habilidades que possibilitem as pessoas a expressar essas lembranças também em suportes diferenciados. Nesse sentido, uma das oficinas oferecidas será de cerâmica, ministrada por Maurício Panela, que é também um dos gestores do Museu da Memória Afetiva da Cidade do Natal.

A artista plástica Clarissa Torres, do coletivo Aboio, por sua vez, promoverá uma oficina de pintura para crianças. As memórias ficarão gravadas no muro da quadra de esportes da “praça do disco voador”. A escritora Conceição Cruz promoverá uma oficina de crochê, juntamente com outras mulheres que atuam em defesa da praça Henrique Carloni. E após a oficina elas farão uma intervenção no lugar.

Já o professor e pesquisador Raphael Bender oferecerá uma oficina sobre compostagem urbana, ensinando como as pessoas podem reutilizar seu lixo, reduzindo o desperdício e gerando material rico em nutrientes e fértil para o cultivo de plantas.
No local haverá ainda uma mesa específica do Museu da Memória Afetiva da Cidade do Natal, na qual os participantes poderão tirar todas as dúvidas sobre o projeto. E aprender como participar, postando suas memórias no museu que funciona no endereço www.mmacnatal.com.