Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Servidores do Detran
 Servidores do Detran em frente à sede do órgão / Foto | Divulgação/Sinai-RN

Servidores do Detran/RN rejeitam contraproposta e continuam em greve

Os servidores do Detran/RN rejeitaram a contraproposta apresentada pelo governo na semana passada e decidiram manter a greve iniciada nessa segunda-feira (09). A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira (10), em Assembleia Extraordinária que reuniu delegações do Seridó, Alto Oeste, Ceará Mirim, Pau dos Ferros e Natal na sede estadual do Departamento.

De acordo com o diretor de imprensa do Sinai-RN, Alexandre Guedes, a categoria avaliou como ruim o que foi oferecido pelo Executivo. A contraproposta consiste em:

– Realizar concurso público apenas em 2021. Os trabalhadores cobram a realização neste ano ou, no máximo, em 2020.

– Reajustar a tabela salarial após os pagamentos das três folhas em atraso relativas a novembro, dezembro e 13° de 2018. Mas até o momento não há previsão de quitação desta dívida.

– Manter o decreto que retira a autonomia financeira da autarquia. Posição que a categoria rechaça e exige a revogação.

Na ocasião, apenas dois pontos da contraproposta foram acatados pelos trabalhadores. São eles:

– Implementar promoções e processos indenizatórios que se encontram atrasados. Entretanto, o cumprimento deste direito já está na lei, alerta o diretor de imprensa do Sinai, Alexandre Guedes.

– Melhorar a infraestrutura física do Detran. A promessa do governo é apresentar um projeto em até 30 dias.

O sindicalista lembra que as reivindicações da categoria estão com o governo desde 11 de março, dia da entrega da pauta do Detran da Campanha Salarial 2019. Ele ainda aponta que o Departamento teve aumento nos ganhos, que não se transformaram em melhorias: “O Detran teve um aumento de 70% na sua arrecadação nos últimos 5 anos. Contudo, isso não é revertido em melhorias para a autarquia”.

Sinai vai protocolar pedido de audiência para informar posição da categoria

Nesta quarta (11) a direção do Sinai-RN vai protocolar um pedido de audiência com o governo. O objetivo é informar a posição da categoria de rejeitar a contraproposta do Executivo e manter a greve, bem como dar continuidade às negociações.