Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Servidores da saúde
 Servidores estaduais da saúde fizeram manifestação em frente à Governadoria / Foto | Fernando Pessoa

Servidores estaduais da Saúde entram em greve por tempo indeterminado

O movimento foi deflagrado nesta terça-feira, 5, e contou com protestos realizados em frente a Governadoria

Com pouco mais de um mês de mandato, o Governo Fátima Bezerra enfrenta seu primeiro embate com servidores em greve. A categoria de servidores da saúde é a primeira a fazer paralisação por tempo indeterminado dentro da nova gestão administrativa do RN.

No último dia 24 de janeiro, em assembleia, os servidores públicos estaduais da área da saúde aprovaram a paralisação da categoria a partir do dia 5 de fevereiro. Nesta manhã, a greve foi iniciada com uma manifestação dos servideres em frente à Governadoria do RN, no Centro Administrativo.

Para o Sindicato da categoria, alguns pontos na relação entre o estado e os servidores fizeram com que a situação chegasse ao ponto de uma paralisação, e cita o parcelamento dos salários de janeiro e o atraso do 13º e do salário de dezembro como pontos de revolta dos servidores que contribuiram para a deflagração da greve.

Outro ponto de discórdia entre servidores e governo, foi a tentativa de suspensão de gozo e recebimento de licença-prêmio, que chegou a ser decretada pela Governadora, mas foi revogada após reunião do governo com servidores. Servidores alegam que mesmo com a revogação do decreto, as direções de hospitais e unidades de saúde do estado estão negando todas as solicitações de licença.

Entre as reivindicações, o carro-chefe é a de que sejam pagos todos os salários atrasados e que seja feito um calendário de pagamentos para que os servidores possam receber em dia.