Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Combustível
 O valor atual estava em vigor desde o sábado passado, e em menos de uma semana já vai subir outra vez / Foto | Tomaz Silva | Agência Brasil

Aumento no combustível eleva Índice de Preços ao Consumidor

As bombas de gasolina tem sido motivo de assombro para os motoristas natalenses. A elevação constante no preço dos combustíveis é um dos fatores que catapultou o mais recente Índice de Preços ao Consumidor na capital potiguar. Calculado pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte – Idema, o índice registrou para o mês de abril um aumento de 4,81% na categoria Combustíveis Veiculares.

Além do expressivo aumento no grupo Transporte, o grupo Alimentação e Bebidas, que representa quase um terço do índice, também registrou elevação. Sofreram aumento Cereais, Leguminosas e Oleaginosas (4,69%), Tubérculos, Raízes e Legumes (4,46%), Sal e Condimentos (3,66%), Hortaliças e Verduras (2,44%), Frutas (2,06%) e Carnes e Peixes Industrializados (0,54%).

Em relação ao mês anterior, a Coordenadoria de Estudos Socioeconômicos, responsável pelo índice, registrou um aumento de 0,63% no valor dos itens estudados. Com este resultado, a variação em 2019 chega a 1,98%.

CESTA BÁSICA

Também calculado pelo Idema, o custo da Cesta Básica em Natal teve um aumento de 2,12% no mês de Abril. Nas despesas com produtos essenciais, o custo com a alimentação por pessoa chegou a R$ 355,79. Para uma família constituída por quatro pessoas, esse valor alcançou R$ 1.423,16. Se a essa quantia fossem adicionados os gastos com Vestuário, Despesas Pessoais, Transportes etc., o dispêndio total seria de R$ 4.388,49.

Dos treze produtos que compõem a Cesta Básica, onze sofreram aumento: Legumes (12,56%), Óleo (8,14%), Margarina (7,36%), Feijão (4,18%), Frutas (3,35%), Arroz (3,12%), Farinha (2,63%), Tubérculos (1,86%), Carne de Boi (1,10%), Café (0,58%) e Pão (0,32%). Diminuição de valor apenas no Leite (-5,39%) e Açúcar (-3,72%).