Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Banco do Nordeste
 Banco do Nordeste / Reprodução

BNB apresenta linha de crédito para geração de energia solar em fórum

A apresentação será em um dos maiores fóruns de turismo no RN

O Polo Costa das Dunas, um dos principais fóruns de debates do turismo no Rio Grande do Norte, realizará a primeira reunião do ano nesta sexta-feira, 1º, no Centro de Convenções de Natal. Será também o primeiro encontro sob a égide do atual Governo do Estado. O Banco do Nordeste responde pelo secretariado do Polo e contribuirá com um tema relevante para o setor turístico: o financiamento.

O superintendente Fabrizzio Leite Feitosa dará palestra sobre as diversas linhas do BNB para a principal atividade econômica potiguar. Ano após ano, o volume de empréstimos para o turismo vem crescendo, principalmente das linhas do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Somente ano passado, foram R$ 169 milhões contratados.

Entre os produtos, o FNE Sol é o que tem despertado o maior interesse dos hoteleiros e donos de restaurantes. A linha de crédito se destina-se à aquisição de sistemas de micro e minigeração distribuída de energia solar. Nessa modalidade, os sistemas funcionam conectados à rede da concessionária de energia elétrica e o consumidor paga apenas a diferença entre a geração e o consumo.

Desde que foi criado, em 2016, o FNE Sol já financiou 153 plantas solares no Rio Grande do Norte, num montante de empréstimos superior a R$ 24 milhões. E o Banco começa o ano fechando contratações no segmento pessoa física. Os três primeiros projetos somam R$ 78 mil e foram fechados pelas agências Natal Roberto Freite, Assú e Apodi. A previsão de redução da conta é de 90% e o investimento é pago em parcelas que não excedem a conta de energia do usuário.

“A demanda nas agências tem sido crescente, pois, além da economia, as pessoas estão preocupadas em contribuir para a preservação do meio ambiente. O financiamento pode englobar 100% do projeto, que inclui a aquisição dos módulos, inversor, kit de instalação e mão de obra. Não há como não investir”, avalia Fabrizzio Feitosa.

A pauta do encontro ainda prevê, entre outros assuntos, a apresentação da Portaria 192 do Ministério do Turismo, MTUR, que define novos requisitos para os municípios integrarem o Mapa de Regionalização do Turismo, dentre eles a necessidade de ter pelo menos uma empresa no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos do MTur, o Cadastur.

Serão também apresentados o calendário de eventos municipais e a programação do 10º Fórum de Turismo do Rio Grande do Norte e da 5ª Feira dos Municípios e Produtos Turísticos do RN, a serem realizados nos dias 29 e 30 de março, tendo o Banco do Nordeste entre os patrocinadores.