Smart City Natal / Foto | Divulgação

De olho na expansão de Natal, empreendedores aquecem vendas de lotes comerciais

De olho na expansão da cidade de Natal, no entorno do Aeroporto Aluízio Alves, empreendedores têm buscado lotes comerciais para abrir ou expandir negócios. A chegada de novos moradores à região desperta o interesse de quem busca espaços comercialmente favoráveis e que sejam rentáveis a curto prazo.

A atração dos residentes à região é creditada à Smart City Natal, a primeira cidade inteligente inclusiva do Rio Grande do Norte. Lançada em 2019, a expectativa é de que o empreendimento receba cerca de 15 mil moradores até o final do próximo ano. No projeto, foram reservados espaços para a abertura de lojas, serviços e até restaurantes.

Como conta Susanna Marchionni, CEO da Planet Smart City, empresa nacional responsável pelo conceito inovador, a busca crescente dos empreendedores é por espaços que, em razão da sua localização, já tenham um mercado consumidor certo. Isso porque os lotes comerciais, segundo ela, foram pensados de acordo com a necessidade dos futuros residentes.

“Apesar de ainda estar em construção, alguns espaços públicos que ficaram prontos já estão sendo utilizados pelos moradores da região, exatamente pelo propósito do empreendimento, que é o de transformar o entorno. Isso quer dizer que, atualmente, já existe demanda para lojas e outros segmentos comerciais”, explica Susanna.

Há ainda quem busque hoje lotes comerciais como oportunidade de investimento, aquecendo as vendas desses espaços mesmo durante a pandemia. Dentre as razões, destaca Susanna, estão as melhorias de infraestrutura que estão sendo feitas na região, o que vai contribuir com a valorização dos espaços.

A Smart City Natal é considerada um dos projetos mais avançados no mercado de cidades inteligentes, tanto no Brasil como no mundo, com mais de 50 soluções inteligentes. A Planet Smart City se dedica a mudar a forma de morar integrando tecnologia, sustentabilidade, serviços e práticas de inovação social.