Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Receita Federal
 Receita Federal / Reprodução/Tribuna de Notícias

Mais de 141 mil declarações do IRPF 2019 foram recebidas no RN

O contribuinte deve estar atento ao extrato de processamento da sua Declaração já entregue

Até às 12h30 horas de hoje (12/04), já foram entregues 12.500.706 declarações a nível nacional e 141.579 (atualização minuto a minuto) declarações foram recebidas pelos sistemas da Receita no RN, que representam 1,13% do total Nacional.

O prazo de entrega da declaração será encerrado às 23h59min59s (vinte e três horas, cinquenta e nove minutos e cinquenta e nove segundos), horário de Brasília, do dia 30 de abril de 2019, e a expectativa é de que sejam transmitidas 30,5 milhões a nível nacional e 320.250 contribuintes no Rio Grande do Norte entreguem a declaração.

Regularização de pendências de declarações retidas em malha

A Receita Federal disponibiliza ao contribuinte a ferramenta da auto-regularização, que permite ao contribuinte acompanhar o processamento da sua declaração de imposto de renda, verificar a existência de pendências e corrigir eventuais dados incorretos. Tudo isso pode ser feito pelo próprio contribuinte e sem a necessidade de se deslocar a uma unidade de atendimento.

O contribuinte pode consultar quais as pendências existentes na sua declaração e suas possíveis causas, utilizando Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF), disponível no Portal e-CAC, no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br), desde que tenha certificado digital ou código de acesso, seguindo os seguintes procedimentos:

1) Gere seu código de acesso ao portal e-CAC (caso ainda não o tenha);

2) Acesse dentro do Portal e-CAC “Declarações e Demonstrativos

3) Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)

4) Clique em “PENDÊNCIAS EM DECLARAÇÃO” no título “Alertas”, ou

5) Escolha e selecione “PENDÊNCIAS DE MALHA” no título “Serviços”.

Caso não possua código de acesso, o contribuinte pode gerar seu Código de Acesso, na página inicial do sítio da RFB, clicando na aba , selecionando a opção .

Alertamos aos contribuintes que após a Intimação Fiscal não será mais possível a retificação da Declaração e contribuinte ainda arcará com o ônus da multa de ofício de 75% sobre a omissão declarada.

Se após consulta ao seu extrato constar erro no preenchimento de sua Declaração, o contribuinte deve apresentar Declaração retificadora, complementando as informações e corrigindo os erros cometidos, com base nos documentos comprobatórios.

Contudo, se após a consulta, constatar que não houve erro no preenchimento, e o contribuinte possuir os documentos comprobatórios das informações declaradas, deve aguardar comunicação da Receita Federal pra prestar esclarecimentos ou solicitar atendimento para antecipação da malha fiscal, para apresentação de documentação comprobatória. Maiores informações diretamente pelo link:https://receita.economia.gov.br/orientacao/tributaria/julgamento-administrativo/e_defesa

Ressalta-se que para a DIRPF do exercício corrente, exercício 2019, só é possível solicitar o agendamento para antecipação de malha fiscal a partir de janeiro do ano seguinte.

Por fim, a Receita Federal alerta aos contribuintes que a utilização documentos falsos pelos contribuintes poderá ensejar a emissão de representações fiscais para fins penais para apuração pelo Ministério Público Federal, pela prática, em tese, de crime contra a ordem tributária.