Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

TJRN
 TJRN / Eduardo Maia

TJRN repudia “promoção pessoal” com casamentos comunitários

O Tribunal de Justiça explica que os casamentos comunitários deste sábado (14), serão promovidos exclusivamente pelo Poder Judiciário, sem parceria com ninguém

Nos útlimos dias tem sido divulgada a notícia de que acontece neste sábado (14), nas festividades em comemoração ao aniversário do bairro das Rocas, na capital potiguar, um casamento comunitário que seria de promoção conjunta entre o TJRN e o deputado estadual Ubaldo Fernandes.

Em resposta a essa notícia, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte publicou na manhã desta sexta-feira (13), uma notícia em seu site institucional, informando para a sociedade em geral que os casamentos comunitários são de realização “EXCLUSIVA” (assim mesmo em letras garrafais) do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte a pedidos da Paróquia.

Abaixo, um trecho do que foi publicado nesta manhã pelo Tribunal.

“O TJRN nunca impediu nem impedirá autoridades ou lideranças comunitárias de participarem desses eventos, mas rejeita tentativas de exploração pessoal ou política nessas ocasiões. O pedido para a realização do casamento comunitário foi feito pela Paróquia, que tem à frente o padre Cláudio Luiz de Carvalho, no dia 12 de junho, em ofício de número 020/2019, encaminhado pelo pároco à Presidência do Tribunal de Justiça. O evento, portanto, é um pleito da comunidade atendido pela Justiça Estadual e integra um esforço do NAPS/TJRN para realizar 900 casamentos gratuitos em diversas cidades do Rio Grande do Norte, com observância à promoção social e à cidadania”.

Leia o comunicado na íntegra, clicando aqui.