Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Eduardo Rocha
 Eduardo Rocha / Demis Roussos

Futuro da lista tríplice do TRT deve ser definido nesta quinta (12)

Caso será julgado pelo plenário virtual e deve encerrar discussões sobre os três integrantes da lista dos candidatos a desembargador do Trabalho

Está pautado para esta quinta-feira (12), no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o julgamento do Procedimento de Controle Administrativo (PAC) que definirá o futuro da lista tríplice para escolha do próximo desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Rio Grande do Norte.

O envio da lista tríplice para o presidente da República foi suspenso pelo relator, conselheiro Márcio Schiefler Fontes, no dia 26 de agosto, atendendo a um pedido liminar impetrado pela defesa do advogado Eduardo Rocha.

Eduardo pede a anulação do voto do desembargador Bento Herculano na candidata Marisa Almeida, alegando que o magistrado e a advogada possuem laços familiares com uma filha em comum e que são sócios em dois empreendimentos. Assim, deixando-a de fora da lista com os nomes dos três candidatos a desembargador.

O advogado também pede que ele seja declarado o segundo colocado da lista tríplice, que também tem os nomes dos advogados Marcelo Barros e Augusto Maranhão.

O caso está na pauta virtual de número 12 da 52ª sessão do Plenário Virtual do CNJ.