Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

 

Disputa entre facções e tráfico de drogas resultam em chacina no RN

O Rio Grande do Norte amanheceu a quinta-feira (22) com a notícia de uma chacina, na cidade de Touros, litoral Norte. Extraoficialmente, comenta-se que nas duas casas que serviram de cenários para a ação dos matadores estariam pessoas envolvidas com entorpecentes. Uma das mortas, Marise, conhecida por “Ninha”, respondia processo por tráfico de drogas. Disputa entre facções criminosas teria motivado o crime.

Marise respondia processo por tráfico de drogasMarise respondia processo por tráfico de drogas

Seis mortos em Touros, na quarta-feira(21) à noite. Francisca de Assis de Melo, 54; Marise Melo da Costa, 29; Manoelle de Assis de Melo Costa, 15; Azinete dos Santos Costa, 26; Emilly Kaliane Melo da Silva, 13 e um homem que até às 10:20h continuava sem identificação, no necrotério do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep).

“Ninha” teria sido alvo da disputa entre facções criminosas

Fontes do Novo Jornalismo informam que Marise morava no Conjunto Frei Damião, na periferia de Touros, quando foi presa. Após ser solta, passou a morar em outra casa, na mesma região. Ela e algumas das outras vítimas da chacina pertenceriam a uma facção criminosa potiguar, que estaria em permanente conflito com outro grupo, pelo domínio do tráfico de drogas.

“Ninha” havia sido presa em fevereiro passado, em Touros, na Operação Aquiles, quando foram detidas, pelo menos, outras seis pessoas e apreendidos um revólver, dinheiro fracionado e cerca de um quilos de drogas variadas.

À redação chegam informações que a região de Touros tem sido vítima de frequentes assaltos e tráfico de drogas. Há menos de um mês, turistas que iam a um resort foram abordados no meio do caminho e tiveram pertences roubados.