Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Pelas janelas dos apartamentos, moradores filmaram tiroteio que teria comprovado falha na Inteligência policial
 Pelas janelas dos apartamentos, moradores filmaram tiroteio que teria comprovado falha na Inteligência policial / Youtube

Tiroteio em Mãe Luiza: operação munganga ou facção mostrando ter força

Das duas, uma: ou a saraivada de balas, no começo da tarde desta segunda-feira (16), no bairro de Mãe Luiza, zona Leste de Natal, foi uma “operação munganga”, para mostrar a operacionalidade policial ao general Hamilton Mourão, presidente em exercício, que está na cidade e se encontrava bem perto dali, em um hotel da Via Costeira, ou os criminosos quiseram apresentar o “cartão de visita” a dezenas de empresários e outras autoridades que estão na capital do RN.

A vizinhança filmou os PMs correndo pra lá e pra cá. Disparos foram ouvidos. Helicóptero sobrevoando. Uma facção criminosa comanda Mãe Luiza faz tempo. Até policial militar foi expulso da comunidade pelos “donos do pedaço”.

Cercado de seguranças, como assegura o cargo, o vice de Bolsonaro garantiu a liberação de R$ 80 milhões para a Segurança Pública. Tem dinheiro até para comprar mais um helicóptero, daí o Potiguar 1 deixaria a solidão e ganharia um “irmãozinho”.

Neste momento, por volta das 16:20 horas, informa uma fonte deste NOVO, o clima por lá “parece tranquilo”. “Tem muito policial rondando aqui. Por mais que pareça tudo bem, a gente fica com medo, pois estava tudo calmo e depois que disseram que a comitiva do general Mourão passou por aqui, na Via Costeira, logo depois começou o tiroteio”, relata o morador.

Um oficial PM, igualmente à outra fonte, pedindo para não ser identificado, disse que o “Serviço de Inteligência da Secretaria da Segurança” não teria detectado nenhum risco à comitiva do presidente Mourão, daí a ação da facção ter pego os operadores da Segurança Pública de surpresa.

É esperar o resultado da tal “operação”.