Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Francesco Farruggia, presidente do Instituto Campus Party, e vereador Sueldo Medeiros
 Francesco Farruggia, presidente do Instituto Campus Party, e vereador Sueldo Medeiros / Divulgação

Sueldo Medeiros acompanha anuncio da Campus Party Natal na CP Brasil

A Campus Party Brasil acontece em São Paulo, começou ontem e vai até o próximo dia 17

Na condição de presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação da Câmara Municipal de Natal, o vereador Sueldo Medeiros (PHS) está hoje (13) em São Paulo representando a Casa na 12ª edição da Campus Party Brasil, o maior evento de tecnologia do país e um dos maiores do mundo. Na oportunidade, será anunciada a segunda edição da Campus Party Natal, evento cuja realização anual na capital potiguar foi assegurada por meio de legislação proposta pelo parlamentar.

“Ano passado, quando começamos a batalhar pela primeira edição da Campus Natal, tudo parecia muito distante. No entanto, realizamos em 2018 um evento com 60 mil pessoas. Queremos aumentar esse número em 2019 e realizar uma Campus Party Natal ainda maior. Para tanto, já temos o compromisso renovado com o Governo do Estado e com a Prefeitura do Natal”, destaca o vereador.

Em missão oficial pela Câmara, Sueldo pretende trazer as principais novidades do evento nacional para a edição potiguar. “Além de acompanhar o anúncio oficial de Natal como sede em 2019, estamos aqui para buscar as principais experiências da edição nacional para o evento da nossa cidade. A Campus é a maior experiência tecnológica do mundo e além de trazer muito conteúdo para os nossos estudantes, gera milhares de negócios que podem promover emprego e renda para os natalenses”, explica ele.

Cerca de 120 mil pessoas devem passar pelo Expo Center Norte até o próximo sábado (16). A Campus Party Brasil contará ainda com 900 palestras, com os mais diversos assuntos do mundo da tecnologia e da inovação. A lei que assegura a realização do evento todos os anos em Natal foi apresentada, aprovada e sancionada ainda em 2018. Sueldo é o autor dessa legislação.